You are currently viewing Entenda as diferenças entre nobreak central e descentralizado

Entenda as diferenças entre nobreak central e descentralizado

Entenda as diferenças entre nobreak central e descentralizado

 

Para garantir o fornecimento de energia condicionada sem interrupção nas operações, para a maioria das empresas é mais vantajoso utilizar um nobreak central ao invés de vários nobreaks individuais. Conheça algumas das vantagens do nobreaks centrais (tecnologia online dupla conversão):

 

–  Têm vida útil maior, (MTBF em torno de 250 mil horas), pois o conjunto eletrônico, placas e componentes, são mais robustos. Dessa forma, em médio/longo prazo o investimento é menor, se comparado ao nobreak descentralizado.

 

– São menos propensos a falhas e fornecem distorção harmônica menor (fator que interfere na qualidade da energia). Assim, sua escolha evita prejuízos causados por danos a equipamentos e/ou paradas nas operações.

 

– Funcionam perfeitamente com grupo gerador.

 

Veja quadro comparativo das duas tecnologias aplicadas em uma mesma situação:

 

NOBREAK CENTRAL NOBREAK DESCENTRALIZADO
Um único nobreak, potência de 10 kVA, com tecnologia online dupla conversão, forma de onda senoidal pura, alto rendimento e alto fator de potência de saída (9 kW), com baixa distorção harmônica de entrada, com regulação da tensão de saída em no máximo 2%, com baixa distorção harmônica de tensão na saída, sem tempo de transferência (0 ms), e com banco de baterias (com possibilidade de autonomia padrão ou banco de baterias externo para grandes autonomias), carregador com alta eficiência, e, possibilidade de paralelismo redundante ativo (para proteger ainda mais as cargas críticas).

 

Dez  nobreaks, potência de 1400 VA cada (total de 14 kVA), com tecnologia line interactive (forma de onda senoidal por aproximação ou onda quadrada, no modo bateria), fator de potência de saída 0,5 (700 Watts ou 7 kW – somando a potência ativa de todos os nobreaks), alta distorção harmônica de entrada, regulação da tensão de saída em ± 10% da tensão nominal, com distorção harmônica de tensão de saída, tempo de transferência de até 8 mseg., e com banco de baterias internas, carregador com baixa tecnologia.

 

 

 

Deixe um comentário